É procurando que se encontra

Aff… Acabando mais um ano… e o blog aqui meio abandonado…

Pra 2014 vamos ver se eu retomo este exercício, que é tão prazeroso.

Fui começar a escrever um post fechando o ano, e relendo o post de fechamento do ano passado sinto como passa muito rápido demais da conta… Dá até um susto ver que já foi mais um. Que fizemos tanta coisa, não raro com tanta dificuldade… Fico me perguntando: como é que a gente fez tanta coisa? Como é que conseguimos ir com tanta certeza?

E pensando bem, tentando por em palavras um sentimento que é tão cheio de delicadezas e camadas, eu creio que o que faz o meu fazer deste modo que eu gosto e acredito é a importância que dou ao encontro, ao buscar o diálogo. Um tema que me acompanha sempre, que eu sonho como uma prática viável e corriqueira para todos.

Parece tão simples, tão natural. E é. Mas também é fato que encontrar as pessoas, de verdade, com intensidade, é um luxo nos dias atuais. Dias em que dificilmente alguém quer escutar, raramente alguém tem tempo, geralmente estamos todos preocupados com os intermináveis compromissos atrasados que no fundo nem estão na categoria do essencial. Eu também, não sou exceção. Tenho que andar sempre vigilante pra não ser engolida por esta treta toda e sem querer, olhar mais pro que interessa menos.

2013 começou querendo me enganar. Veio cheio de problemas, anunciando dificuldades e amarguras. As dificuldades ele trouxe mesmo. E foram das bem grandes. Mas as amarguras, essas não vieram porque contrariando os anúncios temerários, o ano foi pego de surpresa pelo desejo sincero do encontro.

E o desejo do encontro, que pra mim é uma constante, foi tão forte neste ano, que gerou muitos frutos naquilo que acredito, é o essencial.

Em 2013 a amizade e vontade de estar junto com a comunidade fandangueira do litoral do Paraná mais uma vez virou filme! Nosso querido Boi de Mamão! Um filme que me dá tanto orgulho! Que fala de alegria, de fazer em conjunto. Um prazer estar com esta turma do fandango. Eu quero tanto estar mais… vou tentando chegar nisso e até lá, vamos fazendo, sempre o melhor que podemos, sempre tentando mais. Vai aí uma partezinha desta nossa alegria com o Teaser do Documentário Boi de Mamão.

Neste ano também um momento de virada fundamental. Só de revisitar na memória estes dias, uma batida mais forte do coração… O Seminário Música sem Fronteiras trouxe para o ano um amor especial, um sopro de renovação. O encontro com este grupo, todo feito de figuras referências tão marcantes na minha vida pessoal e profissional, juntos, em Curitiba, com o propósito de partilhar, de ouvir e falar, de multiplicar. Só dá pra agradecer! Tão intenso este encontro, que o seminário virou filme, o grupo virou rede, a conversa virou exercício de fazer coletivamente. Saber que esta gente particularmente essencial já está no meu 2014 me traz uma força extra pra entrar em um ano novo.

E neste ano que foi preciso estar mais em casa, a estrada, que é outro tema que me acompanha tão de perto, resolveu me visitar e trouxe para perto gente de todo lado. Figuras essenciais. Algumas vieram para reencontrar, outras chegaram novinhas em folha. E estas pessoas essenciais, me ajudaram a rever, a mudar dentro e fora, sem força, na naturalidade. Fizeram o tempo parar, pra poder olhar, pra ver de fato. Obrigada mestres. Vocês apostaram em mim e eu vou apostar em levar pra frente, em levar pra mais gente. Vocês me ensinam caminhos para colocar as idéias na prática para mudar pra melhor. Isso é um luxo. Sou grata.

E pra fechar o ano intenso e o longo post, uma alegria inesperada… Vou terminar o ano revisitando velhos amigos. Desde 2002 eu não consigo voltar ao Encontro de Folias de Reis do Distrito Federal. Um encontro lindo, onde conheci muitos dos Tocadores do primeiro livro do projeto. E neste ano lá vou eu revisitar este tempo! Levar para 20 grupos participantes o meu abraço e um livro das Folias do Norte do Paraná. Bater um papo com os foliões sobre a importância dos próprios grupos se registrarem, contarem suas histórias, mostrarem sua lindeza toda. Tão contente de levar um livro novo pra eles, um livro que é fruto de conversas que eles também ajudaram a construir.

Vai ser tão bonito fechar este ano de encontros, num Encontro que me diz tanto, que é tão especial para mim. Rever, conhecer novos. Estar lá e sentir que o encontro é um desejo poderoso. Que nasce a cada dia e permite tantos milagres!

Aff…. mais coisa vem por aí, mas fica pra 2014 que a conversa já tá muito comprida.

Obrigada a todos que fizeram de 2013 um ano intenso e reforçaram a certeza de que é procurando que se encontra!

Anúncios