E o mundo gira…

Super tarde… é noite, é já agosto. À minha volta a sensação de que acaba um tempo. Mais um.

Desde junho que a estrada anda comigo por todo o lado. De Paranaguá ao Pará, em Brasília ou Ourinhos, por São Paulo ou Góes Artigas, foram dois meses de muita festa, cortejos, danças e cantos.

Que beleza de tempo! Adorei conhecer tanta gente boa, tanta gente nova que chegou pra ficar, tanta gente velha que ao reencontrar, renova.

Sempre aprendo demais com a festa de todos. Por vezes a gente acha que já sabe, mas quando vê o baile ensina novidade, a música traz um sopro novo e a festa nos ajuda a descobrir outro em nós.

Todos estes encontros da temporada de festas e festivais do inverno, agora aquecem e deixam seu vigor pra me ajudar a organizar o desafio da vez. Sim, é novo tempo, tempo de viajar pra dentro, de ver com os ouvidos, de escutar com todo o corpo. É hora de tomar seu próprio tempo e preparar para poder dizer: ação!

Sim… vem filme novo por aí!

Obrigada pessoal por toda a companhia nestas viagens! A presença de vocês aquece agora que é hora de sintetizar. E logo, logo, já vai dar pra contar a nova história…

 

Anúncios